Anúncios

Bizarro: Síndrome da Atração Sexual Genética

Avó e seu netinho do coração

Com certeza já leram por aí a bizarra e curiosa história de Pearl Carter – 72 anos, e Phil Baile – 26 anos, que causaram polêmica nos EUA (e não só) quando resolveram assumir uma relação amorosa e o desejo de terem um filho sendo que, são avó e neto.  

Ela diz ter se apiaxonado pelo neto desde que o conheceu – quando tinha 46 anos. A mãe do rapaz foi deixada para adoção quando Pearl tinha apenas 18 anos. Já idosa, ela soube da morte da filha e foi atrás do neto, com quem começou essa estranha relação. 

Aparentemente, o que eles estão sentindo tem um nome e mais casos reportados: Síndrome da Atração Sexual Genética – é o nome que dão ao desejo sexual que é sentido entre parentes próximos, como pais e filhos ou entre irmãos por exemplo.

Alguns factores contribuem para a síndrome como o facto de que rostos familiares e parecidos com os nossos nos parecem mais atraentes e confiáveis e, ter o mesmo tipo de interesses e personalidades também ajuda a captar nossa atenção. Na teoria – embora não comprovado e debatível – se a personalidade é transmitida geneticamente, é natural que parentes próximos sejam mais parecidos.

É uma das possíveis consequências da adopção quando os adoptados voltam a encontrar parentes biológicos (quer saibam ou não que são seus parentes) e, embora seja raro, não é tão raro assim: cerca de metade das famílias que se reencontra tem relato de um caso desses!  

Quando a relação sexual é concretizada, então passa a ser incesto e é, em alguns países, punível por lei. Acontece que nem todos os casos chegam a isso, na maioria das vezes não passa de digamos, uma forte atração provocada por um sentimento obsessivo.

Se torna mais díficil acontecer quando o reencontro é ainda durante a infância da criança, já que a maioria dos irmãos ficam então protegidos pelo efeito de Westermarck – basicamente os adultos evitam escolher como parceiros sexuais indivíduos com os quais eles viveram suas infâncias.

Mais casos polêmicos:

Menininha do papai

Escócia, 2010: Stephen e Kirsty Paterson – 44 anos e 26 anos respectivamente, foram setenciados a 16 meses de prisão depois de terem se declarado culpados de incesto depois que o seu romance foi descoberto pela esposa de Stephen. Pai e filha reunidos recentemente, eles tiverem relações sexuais por 3 meses e continuam seu caso mesmo depois da sentence do tribunal. Stephen não sabia da existência da filha até 2008, fruto de uma relação passada ela foi dada para adoção e criada por um casal numa outra cidade. Kirsty resolveu procurar sua família biológica e, em 2008, conheceu Stephen. Ela afirma estar completamente apaixonada pelo pai. História completa aqui (em inglês).

 

Avô da filha? Hmmm, confuso!

Australia, 2008: John e Jenny Deaves –  pai e filha. Jenny cresceu separada do pai e quando se reuniram começou a vê-lo primeiro como um homem e só depois como seu pai. Diz ter sentido uma enorme atração e que o fato de terem tanto em comum a encantava. Assim, Jenny – 31 anos e John – 61 anos, se envolveram num romance que chegou a nível físico apenas 2 semanas depois do reencontro. Decidiram se assumir e viver juntos. Tiveram um primeiro filho que não sobreviveu devido a cardiopatia congênita mas foram novamente abençoados com uma filhinha chamada Celeste. Em 2008 o tribunal os proibiu de ter relações sexuais mas o casal estava lutando para ver sua situação legalizada. História completa aqui (em inglês).

Outro sentido para "briga de irmãos"

Alemanha, 2007: Um casal de irmãos luta contra a lei do incesto para que possam continuar a relação livremente, sem a ameaça de prisão. O casal, que mora em Leipzig, cresceu separado e se conheceu apenas anos mais tarde, já em idade adulta. Patrick Stübing e a sua irmã Susan tiveram 4 filhos desde que iniciaram relações sexuais no ano 2000, ano em que se conheceram. 3 das crianças estão em casas de acolhimento e 2 sofrem algum tipo de deficiência. Patrick passou 2 anos e meio na prisão por incesto, Susan não chegou a ser condenada pois na época foi julgada como adolescente. História completa aqui (em inglês).

Website da GSA (Genetic Sexual Attraction), em inglês. Curiosidade:  tem mais de 2000 membros e um monte de história de “sentimentos mais fortes” por parentes próximos.

Anúncios

8 respostas para “Bizarro: Síndrome da Atração Sexual Genética

  • NADJA GARCIA MONTEIRO

    Cada um com seu livre arbítrio. Mania de achar que tem que se meter na vida sexual das pessoas. Em um estado laico, a religião ou os religiosos que se preocupem com sua própria salvação e deixem os outros fazerem o que lhes der na veneta.

    Curtir

  • Madaly

    Da piteco? Vá vê que vc tem atração pela sua bisavó morta.

    Curtir

  • M.Focker

    Quando tinha 17 anos e vivia na Amadora (1968) tive uma namorada com 20 anos, cujo pai sargento da GNR, violava-a diariamente desde que a mae dela morrera. Mais tarde apanhei o irmao, tres anos mais novo, a ter tambem relacoes sexuais com ela. No entanto o caso mais aberrante que conheco por mim comprovado é o de uma familia Armena, pai 58, mae 57 (minha ex-amante), filha 29 e dois filhos 26 e 27, aonde a filha tem relacoes com os irmaos e o pai, por sua vez a mae mantem uma relacao sexual com os dois filhos, alem do marido é claro, isto sem o conhecimento entre si. Conheci de primeiro plano mais dois ou tres casos mas de parentescos mais distantes. Agora aquilo que me da satisfacao depois dessas experiencias todas é que nao tenho mae desde os sete anos e tambem nao tenho filhas. Vai la, vai…

    Curtir

  • Pablo Silva

    Não entendi o último relato, eles tiveram 4 filhos. 3 estão em casa de acolhimento e 2 tem algum tipo de deficiência.
    Então tiveram 5 filhos. Duvidoso esse post.

    Curtir

    • Melissa

      Pablo, eles tiveram 4 filhos, vamos supor que os nomes das crianças são Jonh, Mary, Sue e Lily. Jonh e Mary são portadores de necessidades especiais. Jonh, Sue e Lily estão vivendo em casa de acolhimento.
      Ou seja, o casal tem 4 filhos, dos quais 2 possuem deficiência e 3 vivem em abrigo.

      Curtir

  • Hemerson Oliveira

    Incesto, pedofilia, homossexualismo, aborto e toda essa onda crescente de imoralidade e pressão para que os valores antigos judaico-cristãos que têm norteado e equilibrado a civilização até aqui sejam substituídos assinalam e confirmam que o mundo se prepara para receber “O Homem do Pecado”. Jesus disse que nos últimos tempos seria assim e não é mais difícil identificar essa sociedade com as Sodoma e Gomorra antigas restando sobre ela vir seu julgamento. Ainda têm simplórios como o “livres na vida em” aí que chamam de “tolice” rejeitar incesto. Esse é um daqueles que “chama ao mal bem e ao bem mal” como dizem as Escrituras. “Não removais os marcos antigos” diz A Palavra. Mas a humanidade rebelde, cega e tola quer remover e ainda incentiva e apóia quem faz. Triste e lamentável. O sujeito aí do comentário só ilustra a mentalidade insensata, ingênua e carnal que domina o mundo atual. Detalhe: todos querem ser de Deus (caso o não desacreditem) mas suas obras o negam.

    Curtir

  • livres na vida

    Tolice essa proibição. acho que todo mundo devia ser feliz da sua maneira..e alei contra homofobia ? agora tem que fazer lei contra isso também.

    Curtir

Dar pitaco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: