Anúncios

Positivismo – origem e dicas para ser mais positivo e feliz

Positivismo possui significados distintos que englobam perspectivas filosóficas e científicas. A palavra começou a ser usada por Augusto Comte na primeira metade do século XIX. Ele propôs à existência humana valores completamente humanos e defendeu a idéia de que o conhecimento científico é a única forma de conhecimento verdadeiro, que tudo aquilo que não puder ser provado pela ciência pertence ao domínio das crenças e superstições.

Após a elaboração da sua filosofia, Comte concluiu que deveria criar uma nova religião: a Religião Positiva, caracterizada pela busca da unidade moral humana.

Se regem por: “Viver às Claras” e “Viver para Outrem” e têm como Deusa a Humanidade Personificada, que representa o conjunto de seres convergente de todas as gerações passadas, presentes e futuras que contribuíram, contribuem e contribuirão para o desenvolvimento e aperfeiçoamento humano.

No Brasil, os Positivistas tiveram grande importância na Proclamação da República, destacando-se o Coronel Benjamim Constant (homenageado com o epíteto de “Fundador da República Brasileira”).

Inclusive, a conformação atual da bandeira do Brasil é um reflexo dessa influência na política nacional. Na bandeira lê-se a máxima política positivista Ordem e Progresso, que surgiu a partir do lema Comteano O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim, e que representa as aspirações a uma sociedade justa, fraterna e progressista.

Hoje em dia se fala muito em manter uma atitude positiva e que isso faz as pessoas mais felizes. Se tirado à letra, e sendo que positivo significa que você só acredita no que é provado cientificamente e origem humana, uma atitude positiva seria viver tentando descobrir o “como” e não o “porquê” das coisas, certo?

É comum encontrar vários cursos orientados ao “como” viver bem e ser positivo, como o caso da “Programação Neurolinguística” onde o objectivo é desenvolver uma maneira positiva e correta de se expressar. A teoria diz que palavras como Não posso, Não, Não devo, Evitar e Nunca devem ser substituídas por outras expressões que reinforçem a mensagem positiva, já que quando apresentado um “não”, o cérebro imediatamente cria uma imagem visual que “não” era para ser criada. Devido a um processo interno conhecido como Dissonância Cognitiva, uma vez que uma imagem é criada, o cérebro procura transformar aquela visão em realidade, ou seja, o que “não” era para acontecer termina acontecendo.

Palavras e expressões que devem ser evitadas ou substituídas de acordo com os Neurolinguístas:

  • Mas – que nega tudo o que vem antes;
  • Tentar – que pressupõe a possibilidade de falha;
  • Devo, Tenho Que ou Preciso – que pressupõem que algo externo controla sua vida, deve substitui-las por Quero, Decido, Vou;
  • Aconselham também a falar dos problemas ou descrições negativas de si mesmo, utilizando o tempo do verbo no passado ou adicionando ainda, por exemplo: “eu tinha dificuldade de fazer isso” ou “não consigo ainda”. A palavra “ainda”, pressupõe que vai conseguir;
  • Dizem também que deve falar das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo. Por exemplo: em vez de dizer Vou conseguir, diga Estou conseguindo;
  • Substituir o Se por Quando e o Espero por Sei.

Eu acredito que seja o que for que aconteça, tudo vai terminar bem. Significa que mesmo quando as coisas estão menos boas para o meu lado, eu sei que vão se resolver e que mais tarde vou ver que foi para meu proveito. Essa é a minha forma de positivismo. Como diriam os mais religiosos, eu acredito que “Deus escreve certo por linhas tortas”.

No entanto, estou trabalhando para me tornar mais positiva no dia-a-dia. Quero me preocupar menos com pequenas coisas que me estressam e que vejo mais tarde que são insignificantes, transmitir o que eu penso de um jeito que apele a respostas mais positivas e me concentrar mais no que ME faz feliz. Fiz por exemplo, uma lista de coisas que me fazem sentir bem, leio a listinha uma vez por dia e sempre me sinto mais leve. Isso me ajuda a focar nas coisas boas da minha vida.

Embaixo alguns artigos interessantes – todos do muito legal HypeScience – e que estão relacionados com o assunto:

E você, o que você faz para se manter positivo e mais feliz?

Anúncios

2 respostas para “Positivismo – origem e dicas para ser mais positivo e feliz

Dar pitaco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: