Anúncios

Indonésia

Estive recentemente de férias na Indonésia, mais especificamente em Sulawesi e mais especificamente ainda, nas ilhas de Bunaken e Lembeh.

República da Indonésia é um grande país localizado entre o sudeste asiático e a Austrália que é composto pelo maior arquipélago do mundo, as Ilhas de Sonda, e ainda a metade ocidental da Nova Guiné. Tem fronteiras terrestres com a Malásia, em Bornéu, com Timor-Leste, e com a Papua-Nova Guiné; e marítimas com as Filipinas, Malásia, Singapura, Palau, Austrália e com o estado indiano de Andaman e Nicobar. É o quarto país mais populoso do mundo e o primeiro entre os países islâmico.

Minha viagem começou com uma paragem de um dia em Jacarta (capital da Indonésia). É uma cidade agitada, muita vida, muita gente nas ruas de todas as idades, cheia de movimento. Não é uma cidade linda mas é sem dúvida carismática e cheia de história, na sua maioria não tão feliz assim. A Indonésia foi uma colônia alemã por muitos anos e até hoje está de pé uma ponte onde muitos locais foram enforcados.

Fiquei num hotel chamado Mulia, muito bonito e luxuoso, recomendo. Na entrada do hotel o táxi é revistado e os hóspedes/visitantes têm que passar por um detector de metais devido a alguns atentados que já ocorreram na região. Aliás, até para entrar no shopping tem que passar por isso.

Aeroporto de Manado

Minha próxima parada foi Manado (Sulawesi). Só de chegar no aeroporto – ver foto – já dá a sensação de ilha, lugar tropical, etc. Em vez de um edifício de pedra ou cimento, são casinhas de madeira e vidro rodeadas de árvores.

De lá peguei um ônibus que me levou até ao barco que, por sua vez, me levou até o SeaBreeze Lodge em Bunaken. No meio de muito verde, o lodge tem várias casinhas de madeira e um restaurante/bar central, com vista para o mar onde as refeições são servidas e que é o ponto de todo mundo no final do dia.

A “especialidade” da ilha é mergulho, a água tem uma visibilidade tão boa que só fazendo snorkling consegui ver tartarugas, peixe-napoleão, peixe-trompete e milhares de outras espécies lindas, bem coloridas que não sei os nomes e uma infinidade de corais lindos. Para quem mergulha, se preparem para correntes fortes e profundidades de 30m e até mais em alguns casos.

Peixe Mandarim

Aliás, a vida marítima do lugar é tão boa que vi inclusive (do barco mesmo) golfinhos nadando e um tubarão – dos pequenos, não sei qual – caçando um peixe!

Saindo de Bunaken fui para Lembeh, outro local muito bom para mergulho mas para espécies pequenas como o peixe-sapo, o mini polvo-peludo e cavalos marinhos. Aqui o chão é de lama e não de areia então a visibilidade não é muito boa, só dá para ver alguma coisa se estiver mergulhando de verdade, as profundidades não são grandes e não tem corrente. Para quem não mergulha vale o visual que é lindo. Fiquei no Bastianos, um lugar bem tranquilo, com todos os confortos e muito boa organização.

O povo local é muito amigável, aliás, são conhecidos por isso, a simpatia impera em tudo e nunca falta um sorriso no rosto. Ideal para quem procura férias relaxantes. Resta dizer que tudo na Indonésia é barato e tirando os vôos, não tem muito com que se preocupar.

Jacarta

Bunaken

Lembeh

Anúncios

Dar pitaco

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: