Arquivo da categoria: Dubai

I Love Coxinha

Portugueses e Brasileiros que moram longe de suas casas e têm saudade de um tempero caseiro, um salgadinho gostoso- já provaram a coxinha da Fernanda? Se não provaram ainda, deveriam.

O marido dela que me desculpe mas Poxa, que Coxa! 🙂

Dá realmente para saciar a vontade e a saudade de casa e não são só as coxinhas que são boas, tem empadas, pão de queijo, quiches e docinhos – brigadeiros, beijinho etc – tudo perfeito!

Eu ia dizer que é uma ótima opção para catering de festas mas, quem sou eu pra falar? Sempre que eu encomendo nunca divido com ninguém.

Para quem quiser mais informações: http://www.ilovecoxinha.com/menu/index.html

Putz, me deu água na boca só de escrever o post! E antes que perguntem, não fui paga não, é porque é bom mesmo!

 

 

 

P.S. – Fernanda, se você vir isso e quiser (só se quiser tá) agradecer o post – coxinha, pão de queijo, quiche de brócoli com queijo e risole de camarão, viu? 😀


 


Mudanças

“A mudança é a lei da vida. Aqueles que olham apenas para o passado ou para o presente serão esquecidos no futuro.” John F. Kennedy

Passei mais de 3 anos em Dubai. Fiz amigos, tinha um trabalho que apesar de não ser na minha área de formação era bastante satisfatório – numa boa empresa, estável, com boas pessoas e algum desafio intelectual – tinha um carro que adorava, um apartamento alugado, vários conhecidos e acima de tudo, alguns bons amigos.

Três anos não é muito tempo, mas eu diria que num país que tem uma cultura tão diferente, com regras e um estilo de vida tão diferente, a velocidade do tempo não é a mesma. Ou pelo menos não parece ser. Estava bem, tinha tudo o que precisava e tinha qualidade de vida. Tive a oportunidade de viajar muito e fazer várias coisas que em Portugal ou no Brasil nunca teria feito mas, às vezes, precisamos de uma mudança, não para melhor nem para pior, para diferente.

E aqui estou eu, depois de tantos anos, de novo como residente no Brasil, desta vez em São Paulo.

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”Fernando Pessoa

Para os que como eu, passaram ou estão passando por mudanças em suas vidas, lembrem-se que mesmo que na hora não pareça, sempre mudamos para melhor, nem que seja porque aprendemos e melhoramos com cada nova experiência.

 


Como é um funeral Mulçumano?

Estava eu com meus queridos amigos num barzinho e entre vários assuntos discutidos surgiu a pergunta: Como é um funeral Mulçumano?

Estou aqui há já quase 3 anos e nunca ouvi falar no assunto, nem tinha pensado nisso até então mas agora que pensei, tive que descobrir. 🙂

Quando um Mulçumano está prestes a falecer (em casos que podem ser previstos), as pessoas mais próximas são chamadas para recitar versos do Corão, incentivar a reza e dar o máximo de conforto físico que puderem.

Se estiver em condições físicas e mentais de se pronunciar, as últimas palavras de um Mulçumano devem ser uma declaração de fé: “Eu sou testemunha que não existe Deus que não Alá”.

Os familiares devem ser pacientes e ter em mente que de acordo com o Islam, Alá é quem dá e tira a vida, quando Ele assim decide e que não cabe a ninguém questionar a Sua sabedoria, assim que, após a morte, os que estiverem com o falecido são encorajados a permanecer calmos, a rezar, e a começar imediatamente as preparações para o enterro.

Os olhos do falecido devem ser fechados e o corpo coberto temporariamente com um lençol limpo. É proibido gritar e fazer movimentos bruscos e exagerados mas é permitido chorar já que quando o filho do próprio Profeta Muhammad morreu, ele disse: “Os olhos derramam lágrimas e o coração está de luto, mas nós não diremos nada excepto o que agrada o nosso Senhor.”

Pela lei Islâmica, o corpo deve ser enterrado o mais rapidamente possível. Em preparação para o enterro, os membros da família ou da comunidade lavam o corpo com àgua perfumada e o cobrem com um pano branco chamado kafan. Se a pessoa morreu como mártir este passo não é executado, mártires são enterrados com as roupas em que faleceram.

Continue lendo


Muito bom – Outdoor desenhado!


Mulher é detida no shopping em Dubai por tirar a blusa

Uma mulher britânica foi detida no passado dia 6 de Agosto por ter tirado sua blusa depois que uma mulher Emirati local – coberta dos pés à cabeça de preto – chamou sua atenção por estar usando uma baby look.

Os seguranças do shopping levaram ambas as mulheres para a delegacia onde ouviram os depoimentos. Ambas foram libertadas pouco depois mas não sem antes a  britânica levar uma queixa por indecência pública por parte da Emirati.

A polícia declarou que a britânica estava fazendo suas compras no Dubai Mall quando a Emirati se aproximou dela e criticou a sua blusa alegando que era desrespeitosa a todas as mulheres e às leis e cultura de Dubai, país Mulçumano.

As duas discutiram e a britânica decidiu tirar a blusa e sair de bikini da loja e foi andando pelo shopping, perto das lojas de luxo e hotéis.

O shopping tem vários sinais que apelam aos visitantes que se vistam modestamente mas são constantemente ignorados.


Emirados proíbem serviços de celular porque não conseguem controlar mensagens

Estamos ficando cada vez mais controlados aqui nos Emirados, em geral é comum conhecimento dos habitantes que todas as SMS, MMS e Emails que enviamos aqui têm conteúdo controlado pelo Governo. Exemplo disso são os inúmeros casos de casais que foram presos ou advertidos com base em mensagens mais explícitas trocadas “fora do casamento”. 

Somos também constantemente filmados nas ruas e/ou locais públicos – basta ver a rapidez com que foram descobertos e a quantidade de filmagens que tinham no caso do assassinato do líder do Hamas aqui em Dubai. E temos muitos sites bloqueados por “segurança”, como o Orkut por exemplo.

Agora vamos ter mais um bloqueio: Os serviços de Blackberry deixarão de funcionar em breve.

Os dados enviados através desse aparelho são diretamente exportados e geridos por uma organização comercial no estrangeiro e por esse motivo a Autoridade Reguladora de Telecomunicações (TRA, sigla em inglês) decidiu hoje que os serviços de Email, Blackberry Messenger e Internet para Blackberry vão ser suspendidos nos Emirados Árabes Unidos a partir do dia 11 de Outubro. 

De acordo com fontes, a TRA tentou negociar a possibilidade de fazer com que os serviços fossem geridos internalmente e portanto controlados por autoridades locais mas, como não conseguiram, decidiram bani-los. 

Consideram que o facto de não conseguirem controlar a informação constitui um grande perigo à segurança nacional já que permite que as leis dos Emirados sejam quebradas com facilidade sem constituir provas que levem a acções judiciais e à devida penalização.

Basicamente, como não conseguem ler nem gravar as mensagens trocadas, se sentem ameaçados.

Uffff, vida de Dubaiana :o)


Wild Wadi Dubai

Dia desses fui no Wild Wadi, outro parque aquático aqui de Dubai que fica no lindíssimo Jumeirah Beach Hotel.

O visual não podia ser melhor: o parque é bonito, a praia (que dá pra ver dos brinquedos) é também muito bonita, o hotel e a visão do Burj bem perto ajudam a compor a magia.

Os brinquedos em si que não achei muito bons. No dia em que eu fui, o Family Ride – que dizem ser um dos melhores – não estava funcionando. E pelo que dizem no website, ainda está fechado.

Se gostam de aventura, devo dizer que até os tobogãs mais “desafiantes” não me deram grande emoção… O Jumeirah Sceirah e o Master Blasters são apenas ok, não serviram para dar aquela dose de adrenalina gostosa.  

A última crítica que tenho a fazer é que a praia é vedada e só acessível por hóspedes do hotel, então, é bonita mas fora do alcançe dos visitantes não-hospedados. 

Não achei ruim, de jeito nenhum. É bom para passar o dia e apesar de tudo foi bem divertido.

Uma das coisas que adorei foi tirar fotos debaixo da água na piscina, ficaram muito legais.

Mas sinceramente, prefiro o Aquaventure no Atlantis.